terça-feira, 3 de junho de 2008

Encontros On line

Estando eu numa fase virada para este imenso mundo que é a net, resolvi também aderir aos encontros on line ou lá como lhe queiram chamar, e a escolha é extensa, há variadíssimos sites para o efeito, ora então lá foi a Minhoca inscrever-se em alguns desses sites.
No inicio é sempre complicado, sou uma pessoa céptica por natureza, logo desconfio da maior parte daquilo que leio, mas como me meti na coisa para a conhecer, la tive que passar do virtual para o ao vivo e a cores, ora esta é sempre a parte mais difícil, pois nunca se pode ter a certeza do que se vai encontrar, mesmo eu tendo o cuidado de obter o maior numero possível de informações sobre a pessoa em causa, e dando o menor numero de informações possível a meu respeito, sim eu sei que quem esta do lado de la também pode querer ter esse cuidado, mas sou gaja TÁ, logo eu é que tenho que ter cuidado não vá me sair algum tarado. Adiante, na verdade não posso dizer que tenha tido alguma experiência traumatizante, muito pelo contrário, tenho encontrado algumas, poucas, pessoas agradáveis que valem a pena conhecer. Mas, ao contrário do que os sites apregoam, ainda não encontrei o par ideal, a minha cara-metade por assim dizer, embora ainda não tenha desistido LOL.
Mas o que me leva realmente a falar deste tema, é a falta de honestidade das pessoas, ou dos homens neste caso concreto, ora eu não escondo que ando por ali para fazer amigos, e quem sabe o que pode vir depois, e quando inicio o contacto com alguém, mesmo de uma forma virtual, gosto de saber logo de inicio o que procuram encontrar ali, é que desta forma evita mal entendidos e perdas de tempo de parte a parte, então, pergunto eu, porque não dizem logo, PROCURO SEXO, ou de uma forma mais simpática NÃO PRETENDO NENHUMA RELAÇÃO SERIA APENAS UMA AVENTURA, não gosto de me sentir enganada, se é isso que querem porque contar a historia da carochinha so para levarem uma gaja para a cama???
Nos gajas também gostamos de sexo, e o conceito “one night stand” muitas de nos até não temos nada contra, desde que seja isso que as duas partes querem, e é ai que bate o ponto, se não vejamos:

Se o que nos leva ali é uma noite (tarde, manha, ou qualquer que seja a hora) puro prazer e apenas isso, então a parte da historia da carochinha é dispensável, na verdade é até uma perda de tempo, tempo este que seria muito mais bem empregue na satisfação do que realmente nos leva a estar ali, satisfeito o desejo, e neste tipo de encontro esperasse apenas a satisfação do desejo, cada um segue a sua vidinha, sem promessas ou qualquer tipo de combinação, evitando assim o “ eu depois ligo” ou algo do género;

Ora, se pelo contrario, vamos preparadas para um encontro romântico, com direito a historia da carochinha e tudo o mais, o facto de esse encontro poder ate terminar na cama, não significa que o encaremos como uma relação relâmpago, ou sexo puro e simples, muito pelo contrario, temos o maldito defeito, eu pelo menos tenho, de achar que nos entendemos tão bem que acabar na cama é o mais natural, claro esta que depois não vamos cada um para seu lado, isso nem nos passa pela cabeça, ate porque ele pergunta o que vamos fazer a seguir, ou qualquer dica do género, que nos leva a ver como o inicio de qualquer coisa. Vamos por isso achar que ele vai ligar, e se ele não ligar no espaço de tempo por nós estipulado, iremos nos ligar para marcar qualquer coisa.

E agora voltamos a ter 2 hipóteses:

Afinal ele foi sincero e, tal como nos, quer ver no que vai dar e marcamos qualquer coisa;

Ou ele so queria nos levar para a cama, mas não teve coragem para o dizer, e agora continua sem coragem, (sim pq há homens que ou por falta de coragem ou apenas para manter sempre uma disponível), ou simplesmente se apercebeu que afinal não havia afinidade apenas um desejo sexual, e anda as voltas, não marca nada mas tb não diz que não.

E agora fica o maldito dilema, será que ele não marca nada porque não tem msm tempo?? Ou será que é desculpa??? E enquanto não temos a certeza, e ele ate vale pena, la vamos nos continuando a tentar arranjar um programinha……

E agora a pergunta fundamental, SERÁ QUE NÃO É MAIS SIMPLES DIZER A VERDADE???
Mesmo que inicialmente a intenção seja um encontro romântico, onde julgamos haver coisas em comum, mas que acabe apenas por se tornar uma coisa sexual, onde afinal nada há em comum entre as duas pessoas, apenas uma coisa física, não é preferível não deixar margem para duvidas???
É que evita os telefonemas e as desculpas

Em conclusão, que isto já vai muito longo, e acabei ate por me desviar do tema inicial, é preferível que as pessoas sejam francas, evita termos chatos sempre a ligar, e por outro lado, podemos não encontrar a nossa cara metade naquele encontro romântico mas pelo menos podemos ficar com o amigo, em vez de passarmos a ver aquela pessoa como um estupor.

4 comentários:

Miguel disse...

Isso funciona para os dois lados.

É complicado sair com uma pessoa que mal se conhece. Ás vezes há logo uma empatia (estranha até) e outras até podemos ver que aquela pessoa não tem nada a ver connosco.

Eu conheci assim a mulher que mais gostei até hoje. Já conheci pessoas interessantes e outras que não me diziam grande coisa. Mas nunca tive nenhuma cena desagradável. Deu sempre para ver na primeira saida se havia o necessário para continuar. Portanto, tudo é possivel.

Enfim, não deixa de ser um pouco estranho mas é, também, já uma coisa corriqueira.
Conhecer pessoas é sempre bom. Como dizes, pode sempre nascer uma amizade... ou algo mais.

Pedro disse...

UI que este é longo!
É sempre preferível dizer a verdade. Tb detesto mentiras.
Mas será que a blog é o espaço ideal para encontrar o Príncipe perfeito?
Eu tenho dúvidas! Acho sim que é propício a encontrar amigos, pessoas com “coisas” em comum, partilhar interesses e opiniões.
Desbravar o mundo, conhecer novas ideias, novas experiências. Novos “humanos”.
E não se deve ter expectativas.
Encontros on-line: desisti logo ao inicio – achei uma tanga! Tudo me pareceu falso, só fachadas.
Passei para os blogs e, aqui gostei mais e por cá ando, buscando a curiosidade, novas pessoas, trocar opiniões, eventual amizade, conversar – escrever – e o que vier a seguir já é ganho.
Porque tenho expectativas baixas, sei que vou ganhar no final.

Minhoca disse...

Miguel:

Concordo, funciona para os dois lados :) mas eu tenho q ver o meu lado :)

E tb acho q tudo é possivel, e a net e um meio como outro qualquer, na verdade hj em dia e ate o meio mais facil visto passarmos o dia em frente ao um pc, eu pelo menos passo :)

Como digo no texto nunca tive uma ma experiencia, mas tb n encontrei O Tal por ali, se bem q um dos meus melhores amigos foi pela net q nos conhecemos, no entanto tenho bem perto uma relação que começou na net e hj em dia vivem felizes.

Tudo pode acontecer, o importante, como em qualquer relação dentro ou fora da net, o importante e n haver mentiras e as pessoas saberem o que querem e n mentirem sobre isso

Minhoca disse...

Pedro:

É longo sim, la estav num dia inspirada eheheh.

O blog n tem esse fim, como ja referi, o blog nasceu para servir de diario, uma forma de deitar ca para fora o q por palavras ditas n saia, n espero por aqui encontrar o meu principe, mas pode acontecer. n????

Mas sim, qnd n se espera muito tudo é lucro:) o blog para mim tem sido um muito boa experiencia, ate pq n esperava nada dele, a n ser lidar com os meus fantasmas, e isso ele tem conseguido:)