sábado, 1 de novembro de 2008

Em conversa com um amigo, ele comentava o facto de não entender as mulheres, é que dizem mal dos homens q sãos uns cabrões e sei la mais o que, mas se um gajo não é, e tenta entende-las e chegar perto e não lhes salta para cima, elas queriam que tentássemos, então afinal o que é que querem???

Pois e eu fiquei a pensar no assunto, claro que esta que queremos aquele gajo que não nos veja so como um corpo e não nos trate como descartáveis, claro que sim, mas não são estes, os chamados “cabrões” os mais fáceis de lidar?? Esses nos sabemos os que lhes vai na mente, onde querem chegar, mas fazem-nos sempre sentir desejadas, e isso é bom, certo?? Esses podem ate fazer moça, mas magoar não conseguem, porque não chegam perto o suficiente para isso, ao passo que os outros…….os outros acabam por nos conquistar, abrimos a guarda deixamos chegar perto e no fim… bem no fim podemos ate ter sorte de eles fazerem isso tudo por já estarem conquistados, e ai é ouro sobre azul, mas e os que não estão??? Sim esses, que acabam por chegar perto, a quem ate abrimos a guarda e deixamos entrar no nosso mundo, mas que o fazem sem intenção de nos conquistar e acabam por conquistar, não são esses que acabam por mais magoar???

Isto pode não fazer sentido nenhum para quem esta a ler, mas para mim faz todo o sentido :)

20 comentários:

cheiodetesao disse...

Cada um de nós tem de escolher e correr (ou não) riscos.
Isso que descreves não se passa só com os homens que passam pela vida das mulheres, o inverso também é verdade. Tenho tido a sorte de não me magoar e faço tudo o que posso para não magoar os outros.

Bom domingo, beijinhos.

Fênix disse...

Podem magoar é certo, mas não com essa intenção, acontecem coisas que não podem ser explicadas nesta nossa vida, essa situação será uma de muitas.

Depois nós é que somos uns complicados :)


Beijinho



Fênix

Salto-Alto disse...

Por estranho que posse parecer, o que escreveste faz muito sentido para mim e, além disso, concordo contigo!
Beijinhos!

Bombocaa disse...

Pois...realmente...vou ter q ler o texto de novo...

eheheh

kissinhos

O meu vício oculto disse...

Pois...acho que me baralhei mesmo...ate tive de ler 2 vezes e mesmo assim...eheheh

Mas acho q percebi o geral...eu gosto dos outros..."dos cabrões" mesmo, pq assim sei sempre o q esperar deles...é me mais fácil...não sofro tanto,eheheheh

Un bisou

korrosiva disse...

Seja como for, senão abrirmos guarda e deixarmos que algo de bom nos aconteça, nem dos "cabrões" conseguimos tirar proveito.

Em todo o caso prefiro sentir que amo e arriscar-me a um desgosto do que andar a saltitar de "cabrão" em "cabrão" ;)

beijinho... bom domingo

Miss Kitty disse...

São os que fazem sem intenção de nos conquistar os que mais nos conquistam. Identificamo-nos com eles, com o que dizem, com as coisas que fazem (quase sem querer) e nos deslumbram... Esses, são os mais dificeis de esquecer..

BJS*

apenas um gajo... disse...

Nessas 'quase relações' existe o equívoco de se gostar da companhia, de se sentir bem em conjunto, e um deles não desejar o corpo do outro talvez pela aspiração a alguém que seja mais 'cabrão', talvez porque a proximidade lhe seja fácil demais para o que precisa de sentir.

Beijinhos

Minhoca disse...

Cheiodetesão:

Sim isto pode acontecer dos 2 lados, e correr ou não o riso é sempre uma opção, mas ha alturas em que é dificil decidir se devemos ou não correr o risco.

Bjs

Minhoca disse...

Fênix:

Não ponho sequer em questão ser com intenção, ate porque parto do principio que não é essa a intenção. Nem tudo pode ser explicado e nem tudo é como desejamos, mas o importante é não desistir pelo menos de nos e de ser feliz, ha alturas que até vale a pena correr riscos, noutras o melhor é nem tentar, mas cada um é pode decidir o que é melhor para si.

Beijokinha

Minhoca disse...

Salto -alto:

Eu sabia que alguem me havia de entender :)

Bj

Minhoca disse...

Bombocaa:

Então vai la ler para saber o que pensas sobre isso :)

Bj

Minhoca disse...

O meu vicio oculto:

Essa é tb a minha opinião, os cabrões não nos magoam tanto :)

Mas eu espero encontrar ainda um dos outros que não me magoe e me faça feliz :)

Bj

Minhoca disse...

Korrosiva:

Sim se não abrirmos a guarda nunca conseguiremos encontrar o tal, mas gato escaldado de agua fria tem medo

Bjs

Minhoca disse...

Miss Kitty:

É isso mesmo, são esses que conseguem, msm sem intenção, levar o melhor de nos e consequentemente maguar mais fundo.

São os mais dificeis de esquecer sem duvida nenhuma

Bjs

Minhoca disse...

Apenas um gajo:

Talvez seja apenas uma questão de pele, de cheiro de quimica, talvez esses que chegam tao perto o consigam precisamente por n sentirem nada disso, ha mts talvez

Bjs

Pedro Barata disse...

Amar, Sentir, Magoar, Desiludir... A vida e as relações humanas são feitas disto mesmo, resta-nos viver e ter sorte de encontrar quem desejamos. Se bem que a sorte dá um trabalho do caraças!!! Lol

Beijinhos

Minhoca disse...

Pedro Barata:

Pois e ter sorte não é para todos :)

Beijinhos

Pedro disse...

Acho que a questão é sempre conseguir-se um equilíbrio e uma identificação de objectivos, desejos, intensidade e momento. Se se conseguir isso dá a perfeição! Raríssimo!
Acho que é essencial que os objectivos sejam similares: Ou Príncipe Perfeito ou Lobo. Depois, que os desejos e as intensidades se encontrem no mesmo momento, ou perto. E, claro, que haja a total abertura e atenção para se percepcionar se o outro lado mantém os mesmos objectivos, ou se evoluiu ou se retornou. Isso é essencial!
Mas concordo com o comentário acima: vale a pena arriscar – apanha-se alguns baques, desilusões e dor, mas tb se tem muito mais emoção, prazer e vida!
E, se por vezes não tivermos dores, não saboreamos nem valorizamos devidamente os bons e intensos prazeres desta vida.

Minhoca disse...

Pedro:

O problema e saber o q o outro quer, bem na verdade o problema é confiar, tal como digo no texto os chamados cabroes n conseguem magoar, mas os outros q têm uma abordagem diferente sera q e mesmo assim ou é mentira?? e se depois arriscamos e deixamos chegar perto sao esses q podem magoar.

Claro q eu tb acho q vale a pena arriscar, este seria o meu conselho, mas pessoalmente tenho sempre medo, e como tal, sempre q conheço alguem q sinto q pode chegar mais perto, logo me magoar, acabo por afastar, n q querira afastar pq nessa altura o q mais quero e q ele me prove q e confiavel e q eu devo arriscar, mas acabo sempre por afastar.