sábado, 17 de outubro de 2009

Sou uma gaja complicada, isso não é novidade, fico com as ideias atrofiadas e tenho tendência para fazer coisas parvas, também não é novidade, então porque estou eu a escrever isto??? Porque preciso de o deitar cá para fora, e falar não é o meu forte, vai daí talvez escrevendo a coisa faça algum sentido.

Tive uns dias excelentes, e que bem que me soube, mas já acabou, acho que o problema é esse, porque me soube a pouco, porque queria mais, porque não queria que terminasse, enfim…….e só agora que já estou de volta é que me apercebo disso.

E é esta mistura de sentimentos, do tipo um amargo doce, que me esta a atrofiar com o sistema, é porque foi bom, muito bom, e agora o voltar ao de sempre, o de tudo para o nada, é complicado de gerir, é como que se de repente, e sem que eu tenha dado por isso, me tivessem enchido como um balão e depois me abrissem a pontinha e todo o ar tivesse saído e o balão ficasse vazio, mas com um vazio novo pois agora já conhece a sensação de estar cheio.

Estou naquele fase em que, como já ouvi dizer antes, o silêncio seria um bom conselheiro, eu sinto que neste momento o silêncio só conseguirá abrir ainda mais a pontinha do balão e me fazer sentir o “vazio” de uma forma mais profunda.

12 comentários:

Miguel disse...

O problema, Minhoca, é sempre esse: um dia conheces a sensação do balão cheio e nada será igual daí para a frente!

É sempre mais dificil viver depois da felicidade...~

Espero que a encontres novamente!

*

WHOW [...pétaculo...]® disse...

o k é bom termina depressa
mas pronto, tem de se aproveitar ao maximo

vive la vida, e se nao a poderes viver, simplesmente sobrevive
:S

beijinhos_whow*

Kat disse...

Vais ter muitos mais momentos como um balão cheio.. e para já tens essas boas recordações..

Beijinhos :)

Minhoca disse...

Miguel:

Acho que é mais ou menos isso, foi como quase viver o meu conto de fadas, sim que o ambiente era o q eu tinha na minha fantasia, com direito a principe cavalos e tudo :), e depois ja n haver

Espero não a ter perdido apenas estar na fase complicada do "depois da festa" :)

Miguel disse...

A felicidade está em nós, não no conto de fadas.

Mas viver o conto de fadas - e eu já vivi o meu durante um ano e meio - mostra-nos que essa felicidade que está em nós pode ser exponênciada quase ao infinito.
Depois disso, fica dificil viver a simples felicidade do dia-a-dia que está dentro de nós.

Por mais sorrisos que hajam - e quem é feliz tem sempre um sorriso para partilhar mesmo nos momentos menos bons - há esse vazio que fica pois sabes que há muito mais do que o que tens no momento, que tudo pode ser (ainda) melhor...

E não é facil viver a pensar nisso...

Por isso, não me lixem, não são as quecas ocasionais que fazem a diferença - por muito boas que sejam e algumas até são - mas sim viver o conto de fadas...

É isso que (quase) todos procuramos, ainda que uns não o queiram admitir...

:)

Minhoca disse...

WHOW:

Sim, sem duvida q qnd esta bom e qnd termina :) mas o q importa é aproveitar ao maximo :)

Bjs

Minhoca disse...

KAT:

Sim espero ainda vir a ter o balão muito cheio e por mt tempo, mas se ele n voltar a encher sempre tenho a recosradação de como é :)

Bjss

Minhoca disse...

Miguel:

Sempre tive vontade de viver o meu conto de fadas, mas sempre evitei com medo do depois, tal como dizes o "depois disso, fica dificil viver a simples felicidade do dia-a-dia que está dentro de nós" e era esse depois que me fazia ser tanto medo, mas sem duvida q o durante é muito bommmmmmm


E não podia estar mais de acordo com "Por isso, não me lixem, não são as quecas ocasionais que fazem a diferença - por muito boas que sejam e algumas até são - mas sim viver o conto de fadas..."

Um grande beijo para ti

Eu Mesma! disse...

Cuidado com a quantidade de ar no balão...

se encher demasiado estoira... se estiver demasiado vazio não voa...

precisas de encontrar esse equilibrio... seja em silencio seja com som...

:)

Pedro disse...

Querer sempre mais e mais é um primeiro passo para a insatisfação! Devemos ser ambiciosos, mas não ao ponto de ficarmos toldados com o sonho. O acordar para a realidade do dia a dia - onde vivemos - nem sempre é fácil... Mas uma coisa é certa: a felicidade vivida é...vivida e ninguém nos tira. Ainda bem que gostaste - fico feliz! E o silêncio é sempre bom conselheiro,ahahahah

Minhoca disse...

Eu Mesma:

Sempre tive dificuldade em encontrar o equilibrio :)

Minhoca disse...

Pedro:

Para algumas pessoas o silencio pode ser bom conselheiro, não sei se os conselhos que a mim me da sao os melhores, mas se calhar ate são :)